Advogada morre após ser picada por Jararaca. Médico da Santa Casa recusou atendimento Advogada morre após ser picada por Jararaca. Médico da Santa Casa recusou atendimento
O REPÓRTER MARCOS DE PAULA OUVIU O DELEGADO. ELE SE MOSTROU REVOLTADO COM A ATITUDE DO MÉDICO A Polícia Civil vai instaurar inquérito para... Advogada morre após ser picada por Jararaca. Médico da Santa Casa recusou atendimento

12311110_710436215755486_6002994187870501560_n

O REPÓRTER MARCOS DE PAULA OUVIU O DELEGADO. ELE SE MOSTROU REVOLTADO COM A ATITUDE DO MÉDICO

A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar a morte da advogada Maria José Alves de Almeida, 69, ocorrida no último dia 28. Ela morava numa fazenda no município de Patrocínio Paulista.

Maria foi vítima de negligencia médica na Santa Casa de Franca segundo o seu marido, um juiz de direito de 69 anos.

O casal estava em sua propriedade rural, quando a advogada foi picada por uma cobra da espécie Jararaca. O veneno dessa cobra entra na corrente sanguínea em poucos minutos e, por isso o atendimento tem que ser rápido.

Sabedor disso, o marido então matou a cobra para apresentá-la ao médico, colocou a esposa no carro e se dirigiu para Franca. Juiz de direito, sabedor que o antídoto é disponibilizado pela rede pública e, só é encontrado na Santa Casa, ele foi direto ao hospital.

Vendo o desespero da esposa que perdia os movimentos aos poucos e apresentava dificuldade para respirar, ele informou o ocorrido na portaria da Santa Casa, mas segundo ele, o médico plantonista se recusou a prestar o atendimento, pelo fato do casal possuir convênio.

Desesperado e sabendo que estava correndo contra o relógio, o juiz levou a companheira até o Hospital do Coração, e lá foi informado que não havia o medicamento.

De lá rumaram para o Álvaro Azzuz, onde foi aplicado um soro na veia da vítima, mas não surtiu efeito. Novamente, já numa situação crítica, os dois foram novamente até a Santa Casa. Sabedor do risco de morte eminente, o médico que havia recusado o atendimento, resolveu trabalhar…mas já era tarde.

A ação do veneno, em virtude das substancias químicas que entram em sua composição é também um fator de maior importância: Alguns venenos ficam no local, causam necrose e gangrena. Outros, caem logo na circulação e agem de forma muito rápida indo para o corpo todo.

O juiz de direito procurou o 1º DP e registrou um boletim de ocorrência contra o médico. Em contato com o delegado Luis Carlos da Silva, fomos informados que o inquérito já foi instaurado com base no artigo 121 do código penal, ou seja, homicídio.

O médico deve ser ouvido na próxima terça-feira e, se confirmado a omissão de socorro, ele vai ser indiciado por homicídio doloso (quando à intenção).

 

Compartilhe nas redes sociais

hertz_user2016

  • Igor Marques

    10 de novembro de 2016 #1 Author

    Sacanagem!!!! Tem que ser punido, para servir de exemplo!

    Responder

  • Natanael

    10 de novembro de 2016 #2 Author

    O que esta acontecendo na santa casa de Franca jà virou palhaçada,toda a semana acontece algo grave.
    Jà esta na hora de alguem tomar as devidas providencias .

    Responder

  • Juliana. ..

    10 de novembro de 2016 #3 Author

    Esses sao os novos proficionais
    Jesus

    Responder

  • Marcio Pini

    10 de novembro de 2016 #4 Author

    Se fosse um ente querido de minha parte este médico não teria tempo de tesponder a nenhum processo (morto)

    Responder

  • Natercia

    10 de novembro de 2016 #5 Author

    Não interessa convênio ou SUS.O que importa é salvar a vida! Afinal, o veneno não foi desenvolvido pra isso?Revoltante!

    Responder

  • Francisco Carlos Alves Teixeira

    11 de novembro de 2016 #6 Author

    …a saúde do país está igual a qualquer país em estado de guerra…não atende ninguém,nem mesmo pessoa tão conhecida como o Dr.Nilton Massias de Almeida,que procurou Socorro para sua esposa…é não foi atendido…esta é a herança desta maldita política…

    Responder

  • Jose carlos lopes

    11 de novembro de 2016 #7 Author

    Nossa que pena gente! Se realmente for confirmado essa historio todo sem duvida o médico deverá ser exemplarmente punido.

    Responder

  • Regina Maria d Paula

    12 de novembro de 2016 #8 Author

    Tem que colocar o nome desse meliante q negou socorro. Ta parecendo q é o dono da sta casa vagabundo. Esse pode ser chamado d vagabundo c tdas as letras pois ñ gosta d trabalhar

    Responder

  • mauricio

    12 de novembro de 2016 #9 Author

    o medico tem que ser preso sim senhor

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *