Cris Vianna fala sobre racismo e tempos difíceis: “Fiquei sem comer” Cris Vianna fala sobre racismo e tempos difíceis: “Fiquei sem comer”
Aos 40 anos e dona de uma beleza arrebatadora, Cris Vianna é quase uma unanimidade nacional a respeito de elegância e samba no pé... Cris Vianna fala sobre racismo e tempos difíceis: “Fiquei sem comer”

Aos 40 anos e dona de uma beleza arrebatadora, Cris Vianna é quase uma unanimidade nacional a respeito de elegância e samba no pé no Carnaval do Brasil. Respeitada também como atriz, a musa relembra que nem tudo foi fácil e nem veio de mão beijada, o caminho para o sucesso foi doloroso, como é para a maioria das mulheres negras do país, segundo ela mesma conta.

“O caminho que tracei para chegar aonde estou hoje foi de muita luta e resistência. Não é fácil ser negra em nenhuma profissão. As mulheres negras chegam a quase metade da população brasileira, mas não conseguem se ver representadas nas revistas. A primeira capa com uma modelo negra no Brasil foi em 2011, ou seja, ontem. Hoje você tem modelos negras ocupando as capas de revistas, mas isso é uma coisa muito recente. Minha mensagem para essas mulheres é: muito trabalho e consciência do próprio valor. Não é fácil ser mulher nesta sociedade machista e se você for mulher e negra, o que é o meu caso, pior ainda. É preciso ocupar nosso espaço, ser protagonista da nossa própria história”, disse Cris, em conversa com a revista Vogue.

“Quando vim para o Rio estudar, vim com a cara e a coragem. Até começar a fazer testes e conseguir trabalho eu tive que utilizar todas as minhas economias. Às vezes eu nem comia. Foi uma fase muito difícil, mexeu com a minha saúde e estima”, continuou ela, relembrando as dificuldades do começo da carreira.

A atriz revelou também que ainda tem algumas conquistas para alcançar na sua lista, mas ter filhos não está entre elas, no momento. “O que quero mesmo é trabalhar muito ainda, aprender coisas novas e estar sempre me superando. Superação para mim não é uma escolha, mas uma necessidade. Um exercício diário: errar, aprender e melhorar. É assim que as coisas acontecem. Penso em ter filhos, mas não é a minha prioridade no momento”, finaliza.

Compartilhe nas redes sociais

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *