Parceria entre Prefeitura e Record vai garantir creche na S. Sebastião Parceria entre Prefeitura e Record vai garantir creche na S. Sebastião
Abandonada, a escola servia até para churrasco entre moradores de rua; situação foi flagrada pelo Comércio há exatamente 1 ano Abandonado há cerca de... Parceria entre Prefeitura e Record vai garantir creche na S. Sebastião

Abandonada, a escola servia até para churrasco entre moradores de rua; situação foi flagrada pelo Comércio há exatamente 1 ano

Abandonado há cerca de dois anos e alvo de queixas por parte da população, o prédio onde antes funcionava a Escola Estadual “Nadeide Scarabucci”, na Vila São Sebastião, será reformado para abrigar uma creche com capacidade para atender mais de 300 crianças. O anúncio foi feito pelo prefeito Gilson de Souza (DEM) na última segunda, durante uma reunião com vereadores. Segundo o prefeito, a reforma será possível graças a uma parceria fechada entre a administração municipal e a TV Record.
O sistema de geração de imagens da TV Record em Franca está todo instalado em um terreno no Jardim Redentor que pertence ao município. O terreno foi cedido à TV em setembro de 1978, pelo então prefeito Maurício Sandoval. De acordo com a lei de concessão, a emissora poderia ocupar a área por 30 anos. Em 1983, a lei foi reeditada pelo ex-prefeito Sidnei Rocha (PSDB). A concessão venceu em 2013 e até agora não havia sido renovada.
O diretor executivo da Record Interior, André Luís Ferreira dos Santos, disse que, desde então, a emissora vem negociando com a Prefeitura. “Foram muitas conversas tentando encontrar uma solução para que pudéssemos continuar em Franca. Agora finalmente chegamos a um consenso. A Record assumirá os custos para a reforma do prédio da Escola Nadeide. Estamos muito feliz porque, além de resolver essa questão, vamos também poder ajudar a população reformando um prédio que está abandonado e tem causado problemas”, disse.
Será feita uma permuta de área pública. O prefeito informou que, em troca da reforma, a Prefeitura cederá para a emissora o terreno onde o sistema de geração de imagens está instalado. “Foi elaborado um laudo pericial e avaliou a área onde a Record está instalada. Com o acompanhamento do Ministério Público, ficou acertado que o mesmo valor avaliado do terreno será gasto pela emissora nas obras de reforma. Não haverá perda para o município. Muito pelo contrário”, disse o prefeito, sem citar valores.
Para que o acordo seja válido, é necessária a aprovação pela Câmara de Vereadores. “O projeto com todos os detalhes está em fase final de elaboração. Nossa intenção é protocolá-lo ainda nesta semana na Câmara para que possa ser votado já na próxima terça-feira”, disse Gilson.
O diretor da Record disse que após a homologação do acordo pelo Legislativo, dará início aos estudos para a reforma. Ainda não há previsão para a conclusão da obra.
Compartilhe nas redes sociais

hertz_user2016

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a deixar um comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *