Pelo menos 15 estados brasileiros não devem cumprir as metas de universalização da educação básica propostas pelo Plano Nacional de Educação. Segundo o PNE, até o final de 2016 todas as crianças de QUATRO a CINCO anos de idade e jovens de 15 a 17 devem estar na escola. O problema é que, segundo os dados mais recentes, de 2014, poucos estados brasileiros estavam perto de cumprir as metas.

E se comparado com 2009, ano em que a universalização se tornou obrigatória, 15 estados diminuíram a taxa de jovens no ensino médio. A grande demanda por vagas e a desistência dos alunos do ensino médio estão entre as principais dificuldades de concretizar as metas.

images (7)

Em 2014 apenas o Ceará e o Piauí tinham conseguido colocar mais de 95 POR CENTO das crianças com até CINCO anos na pré-escola. SEIS estados tiveram o pior desempenho para essa idade.

Para os estados do Mato Grosso, Pará, Rio Grande do Sul, Rondônia, Tocantins e o Distrito Federal faltavam mais de 15 POR CENTO das crianças serem matriculadas na pré-escola. No ensino médio a situação é ainda mais complicada. Só o DF tinha matriculado mais de 90 POR CENTO dos jovens de 15 a 17 anos. E 12 estados tinham menos de 80 POR CENTO dos jovens matriculados em escolas.

A pesquisa, feita pela Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil, é um primeiro passo para realizar as metas do PNE.A ideia é acompanhar de perto, como explica Renato.

Hoje apenas SEIS em cada DEZ jovens de 15 a 17 anos que estão na escola têm a idade certa para o nível de ensino.

Compartilhe nas redes sociais