Um aposentado de 61 anos está internado na Santa Casa de Franca. Ele foi agredido com “capacetadas” na noite de ontem (31) na porta de um Hotel na área central. Ele é acusado de tentar abusar de um jovem de 20 anos com problemas mentais.

O autor das agressões é vizinho do jovem, e se revoltou ao ver o aposentado entrando no Hotel com ele.

Há alguns dias a mãe do rapaz vem desconfiando de conversas dele nas redes sociais. Frequentador da APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), o aluno vinha se relacionando com o aposentado, em troca de mensagens.

Um vendedor de 41 anos, vizinho do jovem , tomou ciência dos fatos e iniciou uma espécie de investigação. Ontem no final da tarde ele viu o aposentado pegando o jovem próximo a uma escola no Parque dos Pinhais.

Já imaginando o pior, o vendedor seguiu o carro até a área central, e viu quando os dois entraram em um Hotel na Rua Ouvidor Freire. Ele então desceu da moto e entrou no local antes do ato ser consumado.

Ao ser questionado pelo vendedor, o aposentado disse que estava ali para dar uns beijos. Fato que despertou a ira do vendedor que, num ato impensado, partiu para cima do tarado e desferiu inúmeros golpes na cabeça dele usando um capacete.

Funcionários do Hotel chamaram a Polícia Militar e acionaram o SAMU, já que o homem estava bastante machucado. Ele foi socorrido e permanece internado em observação na Santa Casa de Franca.

O agressor e o jovem foram levados para o Plantão Policial para prestar depoimento. O aluno da APAE disse que avisou o aposentado que não tinha intensão de se relacionar com ele, apesar das mensagens em seu celular mostrar o contrário.

O delegado registrou um boletim de ocorrência de estupro de vulnerável, indiciando o aposentado, e lesão corporal, indiciando o vendedor que espancou o aposentado. Ninguém foi preso e o caso vai ser encaminhado para o 1º DP.

Ficou por entender

A esposa do aposentado que é evangélica, foi avisada pela PM enquanto participava de um culto. Ela esteve no Plantão e, parecia não acreditar no ocorrido. Para ela é inadmissível a postura do marido que tem filhos e deveria dar exemplo.

Compartilhe nas redes sociais