Um homem foi encontrado morto nas primeiras horas da  manhã do dia 26 de Julho no condomínio de chácaras Monte Carlo, Próximo ao Centro Médico de Franca. Populares que passavam pela Rodovia Tancredo Neves, que liga Franca à Claraval (MG), avistaram o corpo e acionaram a PM.

A vítima é Leonardo da Silva Bento, 30, morava no Jardim Palma. Segundo a perícia, havia marcas de tiros e facadas no rosto de Bento. A Polícia Civil trabalha a princípio como execução. A forma com que a vítima foi morta, demonstra claramente o sentimento de raiva e vingança.

Na tarde desta quinta feira 19 de Abril a justiça condenou um dos acusados de assassinar o operário Leonardo da Silva Bento, 30 anos, em julho de 2016, em Franca (SP). Durante julgamento Roger Castaldi Canassia, de 23 anos recebeu pena de 15 anos de prisão em regime fechado após sentença que contou com o  juiz José Rodrigues Arimatéa e o promotor Odilon Comodaro.

Roger teve envolvimento no crime, juntamente com outros dois condenados que receberam suas sentenças no ano passado. Na ocasião, participaram do assassinato um adolescente, hoje com 18 anos e Augusto Henrique da Silva, de 24 anos.

Leonardo foi brutalmente assassinado. Ele foi esfaqueado e atingido com vários tiros no rosto e teve ainda uma faca enfiada na cabeça.

A Delegacia de Investigações Gerais investigou o caso  , Roger suspeitava que Leonardo teria furtado em sua residência e buscou fazer justiça com as próprias mãos.

Compartilhe nas redes sociais