Uma ouvinte da Rádio Hertz 970 AM, que mora na Vila Santa Rita, procurou o  departamento de jornalismo da emissora para denunciar um motorista da empresa São José.

Segundo a ouvinte, o condutor da linha Noêmia-Parati não para em um ponto de ônibus, localizado nas proximidades da escola Estadual “Agostinho de Vilhena” e tem deixado estudantes para trás. “É a segunda vez que ele faz isso. Eu tenho que sair a pé da minha casa para encontrar com a minha filha, pois não tenho carro e nem condições de pagar outro transporte”, disse a mãe da estudante em entrevista à Rádio Hertz.

A nossa equipe de reportagem entrou em contato com a empresa São José, responsável pelo transporte coletivo de Franca, mas até agora não obtivemos respostas.

Compartilhe nas redes sociais