A Câmara de Vereadores de Franca aprovou na 16ª Sessão Ordinária, realizada na terça-feira, 21, o Projeto de Lei Complementar  de autoria do prefeito Gilson de Souza (DEM), que cria 70 gratificações de funções para servidores de Franca.

Ele já havia sido aprovado em primeiro turno, por 8 votos a 6. Na sessão de ontem, o vereador Marco Garcia (Cidadania) pediu adiamento por duas sessões com base na exposição do vice-prefeito Frank Pereira (DEM), que havia utilizado a tribuna livre no período da manhã na Casa de Leis. Para o parlamentar, havia dúvidas sobre o impacto financeiro da propositura. Contudo, o vereador Pastor Otávio Pinheiro (PTB) afirmou que o adiamento não era necessário, pois o posicionamento dos vereadores permaneceria o mesmo. O pedido de adiamento foi posto em votação e rejeitado, por 8 votos a 6.

Em seguida, o projeto em si foi apreciado pelos vereadores e a votação acabou em empate (7 a 7). Em tais cenários, o voto de desempate é do presidente Donizete de Farmácia (PSDB). Ele optou pela aprovação em segundo turno do projeto, que é a definitiva.

Compartilhe nas redes sociais