A Câmara de Vereadores concordou com o parecer contrário das comissões permanentes ao projeto de autoria do prefeito Gilson de Souza (DEM), que autoriza a prorrogação da vigência do contrato de concessão firmado entre a Prefeitura de Franca e a empresa São José para prestação de serviço público de transporte coletivo urbano.

O texto das comissões aponta que a apreciação da renovação do contrato pela casa de leis francana é inconstitucional.

Para aprovar o parecer, bastava maioria simples. O placar ficou 10 a 4: como a maioria dos vereadores acatou o parecer contrário, o projeto foi arquivado.

Com a decisão dos vereadores, o projeto volta para as mãos do prefeito Gilson de Sousa. Ele deve optar pela renovação do contrato.

Compartilhe nas redes sociais