Talita de Souza Reis completou 18 anos no mês passado, porém, o momento que seria de comemoração tornou-se de preocupação. A moradora de Franca depende de um aparelho que a mantém viva.

A jovem nasceu com má formação congênita no coração. O órgão funciona com 50% da capacidade, fazendo com que ela precise ficar 24 horas por dia com um concentrador de oxigênio para respirar. O aparelho custa aproximadamente R$ 15 mil e pesa cerca de 5 kg, sendo facilmente transportado.

Talita tinha o equipamento, que conseguiu adquirir com a ajuda de inúmeras pessoas. Porém, o mesmo quebrou, não havendo conserto.

A prefeitura emprestou um concentrador de oxigênio, mas o equipamento pesa 30 kg e só funciona ligado na tomada, impedindo-a de sair de sua casa ou mesmo frequentar a escola.

A jovem faz tratamento no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto, até três vezes por mês, só conseguindo ir quando há ambulância da prefeitura disponível. O hospital já informou que ela não suportaria fazer uma eventual cirurgia.

Diante da grave situação da jovem, a família está fazendo uma campanha para a compra do aparelho, possibilitando-a de sair e inclusive voltar a frequentar a escola. Talita precisa arrecadar R$ 15 mil.

Quem puder ajudar pode entrar em contato com a família pelo telefone (16) 9-9285-2516.

Compartilhe nas redes sociais