Estado investe em geração de empregos em diversas cidades paulistas, mas Franca fica de fora de mais esta ação que seria fundamental para amenizar a onda de desempregos na indústria de calçados.  Ouça o comentário de Hélio Rodrigues Ribeiro.

Além de não pagar impostos municipais, grandes empresas de saúde também deixa de repassar ao SUS, custos de atendimentos que a rede oficial faz de pessoas que têm convênios médicos. Hélio Rodrigues fala sobre o assunto, ouça.

 

Compartilhe nas redes sociais