Hertz Noticias

A notícia à Serviço de Franca/SP

Após liberar quase R$ 1 milhão para decoração de Natal, prefeito determina investigação dos gastos

Compartilhar:

A Prefeitura de Franca vai investigar os gastos com a decoração natalina feita em parceria com a ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca) no chamado “Natal da Esperança”. Em nota divulgada na manhã desta sexta-feira (3), a Prefeitura informou que por determinação do prefeito Alexandre Ferreira (MDB), foi instaurado o procedimento para verificar a conformidade entre a aplicação dos itens e valores descritos no Plano de Trabalho apresentado para a decoração e a execução dos serviços pela ACIF.

Ainda de acordo com o comunicado, o processo será conduzido pelo compliance, setor criado este ano pela Prefeitura para analisar os contratos e convênios com instituições, visando dar transparência com relação aos gastos públicos. A conclusão do relatório tem prazo inicial de 30 dias.

Leia abaixo a íntegra da nota da Prefeitura de Franca:

“Por determinação do prefeito Alexandre Ferreira, a Controladoria Interna da Prefeitura instaurou, na última quarta-feira, procedimento para verificar a conformidade entre a aplicação dos itens e valores descritos no Plano de Trabalho apresentado para a Decoração Natalina e a execução dos serviços pela ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca).

O processo será conduzido pelo compliance, setor criado este ano, pelo prefeito Alexandre Ferreira, para analisar detalhadamente a execução de contratos com empresas e convênios com instituições, com objetivo de assegurar total transparência e efetividade dos serviços e gastos públicos.

O prazo inicial para a conclusão do relatório é de 30 dias. No entanto, o prefeito determinou celeridade para que a análise esteja pronta no menor tempo possível”.

Estrutura da árvore de Natal no Centro foi aproveitada de anos anteriores

Por outro lado, a ACIF também emitiu nota a respeito da situação e “se coloca à disposição das autoridades competentes para prestaro todos os esclarecimentos” e que tem “trabalhado pelo desenvolvimento empresarial da cidade e que dará publicidade de seus atos não só ao Poder Público, mas à própria comunidade com a divulgação da prestação de contas”, leia abaixo a íntegra da nota da ACIF.

“A ACIF (Associação do Comércio e Indústria de Franca) se coloca à disposição das autoridades competentes para prestar todos os esclarecimentos a respeito do projeto Natal da Esperança, que prevê, dentre outras ações, a iluminação decorativa em cinco regiões de Franca.

A ACIF é a favor do rigor no acompanhamento da aplicação do dinheiro público e da transparência, ciente de que a ação da Controladoria Interna da Prefeitura na apuração do processo concorrerá para este fim. Somos uma entidade séria, que há 77 anos tem trabalhado pelo desenvolvimento empresarial da cidade e que dará publicidade de seus atos não só ao Poder Público, mas à própria comunidade com a divulgação da prestação de contas do projeto em questão”. 

Após receber carta branca da maioria dos vereadores da Câmara Municipal, o projeto foi aprovado e assinado o Termo de Cooperação. a polêmica  surgiu depois que foi inaugurada no último dia 28, quando foram acessas as luzes na praça Nossa Senhora da Conceição e no dia 30, com a tradicional decoração de Natal do Colégio Champagnat . Com gasto estimado em R$ 1,2 milhão, previsto em Termo de Cooperação assinado entre Prefeitura e a ACIF, a reportagem do Portal Hertz Notícias, mostrou que após aproveitar a estrutura da árvore gigante na praça da gestão do ex-prefeito Gilson de Souza, o “Natal da Esperança” também repetiu enfeites de outros natais no Colégio Champagnat.

Quanto a árvore de Natal na praça, na ocasião a ACIF chegou a divulgar nota informando que “foi incorporada ao projeto como incremento em razão de seu bom estado de uso”.

Enfeites usados em 2020 foram reutilizados neste ano no Colégio Champagnat
Compartilhar:

1 COMMENTS

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.