Hertz Noticias

A notícia à Serviço de Franca/SP

“Existe um tempo de espera natural”, diz secretário sobre lotação no PS em Franca

Compartilhar:

O aumento na busca por atendimentos nas unidades de urgência e emergência na rede pública de saúde tem preocupado as autoridades sanitárias, em Franca. A maioria das pessoas estiveram no pronto-socorro “Doutor Álvaro Azzuz” e nas UPAs (Unidade Pronto Atendimento) com sintomas de síndromes gripal e respiratória, além de suspeita de Covid-19.

Entre o dia 20 de dezembro do ano passado até o dia 10 de janeiro de 2022, mais de 47 mil francanos foram atendidos. O volume de pessoas tem causado lotação, principalmente no pronto-socorro, que passou a funcionar exclusivamente como Polo Covid e até uma tenda para a realização de testagens foi instalada, porém as reclamações relacionadas ao tempo de espera e acomodação continuam diariamente no local.

Em entrevista ao Portal Hertz Notícias, o Secretário de Saúde do município explicou os motivos para tamanha demora. Segundo ele, é preciso seguir todo o procedimento de atendimento, inclusive, os pacientes precisam passar primeiramente por um atendimento médico. “O fluxo da unidade está aumentado. Isso é no Estado de São Paulo, no Brasil como um todo. A procura de pacientes com síndromes gripais, pessoas com tosses, coriza, dor de garganta, febre, aumentou muito nesse início de ano e hoje nós temos de 18 a 20 médicos fazendo o atendimento diário, então é um fluxo contínuo… Existe um tempo de espera natural, em razão do número de pacientes que tem procurado a mais a unidade, nesse início de ano, mas hoje já temos a tenda de testes de Covid que fica anexa na unidade e a gente entende que isso vai melhorar o fluxo na unidade.

Outras situações também geraram revolta na população. Muitos não conformam com o tempo de espera para o resultado do teste de Covid-19 e com o período de chuvas na cidade, muita gente tem enfrentado, mesmo já adoecidos, o frio e o vento no estacionamento do pronto-socorro, onde foi instalada a tenda.

Sobre a demora para os resultados, o aumento na procura também afetou a programação do Instituto Adolfo Lutz, em Ribeirão Preto (SP), responsável pelos exames e ainda ressaltou a importância dos pacientes seguirem os protocolos do Ministério da Saúde. “O paciente que tem a queixa de síndrome gripal e o médico suspeita de Covid, embora o resultado possa demorar cinco a seis dias, o paciente já saí com a prescrição dos medicamentos, embora a gente saiba que não tem medicamento contra a Covid, mas se ele está com os sintomas ele já saí com o atestado para ficar em casa e aguardar o resultado”, explicou Lucas.

Ouça abaixo a entrevista completa do secretário de Saúde, Lucas Souza ao repórter Thiago Garcia. 

Ontem, o prefeito Alexandre Ferreira (MDB) usou as redes sociais para falar sobre o avanço da pandemia na cidade e destacou a abertura de uma nova ala no pronto-socorro para ampliar os atendimentos e a chegada de 80 novos servidores concursados que vão atuar na saúde do município.

Números da pandemia

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado nesta terça-feira (11), pela Vigilância Epidemiológica, Franca tem atualmente, Franca tem 1.053 mortes pela Covid-19 e 47.343 casos positivos, desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas, não foi registrado óbito, mas a Prefeitura confirmou 220 novos contaminados pelo novo coronavírus. Os casos negativos cresceram de 92.889 para 93.076 pessoas, os suspeitos tiveram queda de 934 para 854 e o total de pacientes recuperados subiu de 44.631 para 44.655.

Dos 15 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da rede pública de saúde, 10 estão ocupados – 66,7% de ocupação. Os leitos de UTI na rede particular e estão com três ocupados de seis disponíveis – 50%.

Compartilhar:

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.