Hertz Noticias

A notícia à Serviço de Franca/SP

Franca inicia vacinação de crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e PCD

Compartilhar:

A Secretaria de Saúde recebeu mais um lote com 1.750 doses da vacina contra a COVID-19 e inicia, nesta terça-feira, 18, a vacinação de crianças com comorbidades e crianças PCD (pessoas com deficiência), com idade de cinco a 11 anos. É importante que os pais estejam atentos ao cronograma de vacinação, para que não haja atrasos na imunização.

Para a vacinação, é obrigatória a apresentação de documento com foto, para comprovação da identidade e faixa etária, CPF, comprovante de endereço e do Termo de Assentimento devidamente preenchido e assinado pelo responsável legal. O termo pode ser acessado pelo link https://www.franca.sp.gov.br/administracao-municipal/administracao-direta/saude/vacinacao-covid-19 .

De acordo com os dados da Vigilância Epidemiológica, mesmo com as doses sendo disponibilizadas diariamente nas UBS’S e nos programas da ESF (Estratégia de Saúde da Família), aproximadamente, 95 mil pessoas estão com a segunda dose ou a dose adicional em atraso. Por este motivo, a Prefeitura intensificou o trabalho de imunização. Oito postos de vacinação funcionaram no último sábado, 15. Foram 3.350 doses aplicadas, sendo 2.957 referentes à terceira dose (reforço ou adicional), 346 relativas à segunda dose e outras 47 pessoas tomaram a primeira dose.

As comorbidades incluídas como prioritárias pelo Governo do Estado são: – Diabetes Mellitus; Pneumopatias crônicas graves; Hipertensão arterial; Insuficiência cardíaca; Cor-pulmonale e hipertensão pulmonar; Cardiopatia hipertensiva; Síndromes coronarianas; Valvopatias; Miocardiopatias e pericardiopatias; Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístolas arteriovenosas; Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatias associadas; Cardiopatias congênitas no adulto; Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados; Doenças neurológicas crônicas (AVC hemorrágico e isquêmico, ataque isquêmico transitório, demência vascular, doenças neurológicas que impactem na função respiratória, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla e condições similares, doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular, deficiência neurológica grave); Doença renal crônica ou Síndrome Nefrótica; Imunossuprimidos (Portadores de HIV, doenças inflamatórias imunomediada em atividade e em uso de Prednisona, com doses maiores de 10mg/dia ou em pulsoterapia; Indivíduos em uso de imunossupressores ou com deficiências primárias; Pacientes oncológicos que realizaram tratamento nos úlitmos 6 meses; Neoplasias hematológicas; Doença falciforme e Talassemia maior; Obesidade mórbida com IMC > 40, Cirrose Hepáticachild – PUGH A, B ou C, além de pessoas com deficiências permanentes graves, como limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escada; pacientes com grandes dificuldades ou incapacidades de ouvir ou enxergar, deficiência intelectual permanente, que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, frequentar a escola, brincar, entre outras. Devido ao critério de priorização da vacina, as pessoas que pertencem ao grupo de pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC (Programa de Benefício de Prestação Continuada), deverão comprovar o recebimento do auxílio.

Confira a programação completa da Campanha de Imunização contra COVID-19

Compartilhar:

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.