Hertz Noticias

A notícia à Serviço de Franca/SP

Mãe acusa Conselho Tutelar de Franca e pede ajuda para ter de volta o filho, de 2 anos

Compartilhar:

A mãe de um garotinho, de 2 anos vive um drama para ter de volta o filho, em Franca. Desde o último dia 22 de janeiro, quando um vizinho viu a criança sozinha na rua e acionou o Conselho Tutelar, que Juliana Oliveira, de 22 anos, não consegue ver o pequeno.

Segundo ela, o filho estava em um shopping com a madrinha que veio de São Paulo. Porém, ela precisava voltar às pressas para a capital paulista e foi para a rodoviária, mas não percebeu que havia deixado o portão da casa aberto. O fato aconteceu por volta das 21h15, na residência da avó da criança, na Vila São Sebastião.

A mãe Juliana ao lado do filho que foi recolhido pelo Conselho Tutelar.

Após o desaparecimento do menino, a família chegou a ligar no pronto-socorro “Doutor Álvaro Azzuz”, na Santa Casa, mas nenhuma criança tinha dado entrada nesses locais, foi então que descobriram que o vizinho havia chamado o Conselho Tutelar.

“Por volta das 23 horas, meu vizinho me informou que não lembrava que era o meu filho, porque ele não ficava na rua e que ele mesmo teria  entregado meu filho  para o Conselho… A conselheira tutelar Solange que me atendeu e me informou que ele estava no abrigo, que somente na segunda-feira eu poderia pegar ele, teria que  passar pela psicóloga e o médico avaliar”, contou a mãe que ainda teria sido informada pelo que conselho sobre o registro de um boletim de ocorrência, no momento em que a criança se perdeu, mas Juliana alega que não foi o que aconteceu. “A minha mãe tem ficado com ele, depois eu tive depressão pós-parto e por estar grávida novamente e com risco de outro parto prematuro, a gente procurou na delegacia e nos foi informado que não foram acionados e que nenhuma criança também foi encontrada”, explicou.

Diante da situação, Juliana não consegue recuperar a guarda da criança e acusa o conselheiro André de ter sido grosseiro. “Começou a me acusar de negligente e me entregou um papel para assinar para entregar ele (filho) para o pai dele… O pai dele que nunca me disse nada, nunca ajudou com nada, então eu vim pedir ajuda de vocês, porque eu estou sem saber nada sobre o meu filho”, apelou Juliana ao jornalismo Hertz Notícias, ouça a entrevista ao repórter Leandro América.

Procurado pela reportagem, o vizinho também falou sobre o assunto; ouça abaixo:

Posição do Conselho Tutelar

Atrás de respostas, o repórter Leandro América também  buscou ouvir a presidente do Conselho Tutelar, Glaucia Aparecida Machado Limonte. Ela explicou que a denúncia de uma criança que estava na rua e que ninguém sabia quem era a família.

“O Conselho compareceu no local, perguntou para algumas pessoas que estavam ali, bateu em algumas casas, mas ninguém conhecia a criança”, disse Glaucia que diante da situação ainda informou que o Conselho aplicou uma medida protetiva, acolhimento até a família aparecer.

“Quando a família procurou o Conselho, a gente viu que era uma família já atendida no Conselho e mediante a situação, o Conselho Tutelar representou ao juiz, pronto. Agora cabe o juiz e o promotor se manifestarem”, explicou Glaucia.

Reportagem: Leandro América

Compartilhar:

4 COMMENTS

  1. O conselho tutelar está cheio de pessoas despreparadas, esquecem que estão lidando com famílias seres humanos.
    Existem casos e casos , antes de retirar uma criança de uma familia tem que ser feito uma investigação verdadeira , não em base de denúncias sem fundamento ( suposição).
    A família tem que ser acompanhada por psicóloga, assistente social entre outros procedimentos, crianças não são animais, que você tira , o trauma causado nessas famílias são gigantesco.

  2. Sou uma pessoa que passei por muitos desafios nesta vida com meus filhos sou mãe de 5 hj graças a Deus são todos criados mãe de 4 meninas um menino o menino já.e deu muito trabalho e foi procurar ajuda do conselho tutelar e sabem o que eles me ajudaram com nd se depender deles é só isso que eles sabem fazer tirar os filhos das mães não ajuda a família só atrapalha são uns bando de formados só querem tirar os filhos das mães e receber o salário se dependese de mim não teria conselho tutelar nem aqui em lugar nenhum fica aqui meu desabafo

LEAVE A RESPONSE

O seu endereço de e-mail não será publicado.